Como a Inteligência de Mercado deve encarar o uso de IA

materiais-ativacao-03Mas, a tendência é que, em pouco tempo, a IA tome espaço e ganhe os mais diversos departamentos de cada organização. E, neste cenário, os profissionais de Inteligência de Mercado (IM) precisam ficar atentos, afinal, são eles os candidatos naturais a avaliar os dados gerados a partir do uso de IA.

A influência da IA no mercado

Com o avanço das tecnologias, acompanhamos diversas transformações na forma de operar das empresas e a principal delas está relacionada ao uso da Inteligência Artificial. Devido à capacidade de simular o raciocínio humano e compreender significados por meio de uma grande quantidade de informações, a IA pode ser usada em diferentes atividades.

É possível que você já tenha esbarrado em diversos sistemas ou dispositivos que usam IA (e continue encontrando muitos deles ao longo do tempo). Os filtros de spam do e-mail; os chatbots, ou softwares de comunicação automática, ao simular um bate-papo; os smartphones ao reconhecer faces, vozes, músicas; e até mesmo os carros autônomos, todos funcionam por meio de IA.

E as previsões são de crescimento no uso dessa inovação. O volume de investimento destinado ao segmento deve aumentar mais de cinco vezes em 2018 quando comparado a 2017. Segundo projeções da Gartner, os gastos com análise de dados e Inteligência Artificial devem somar US$ 182,5 milhões no Brasil em 2018.

Além disso, o mercado de IA deverá movimentar US$ 153 bilhões no mundo até 2020, de acordo com estimativas do Bank of America Merrill Lynch. Tudo isso, exige que os profissionais de IM estejam aptos para atuar lado a lado a essa realidade.

 

O impacto da IA no dia a dia dos profissionais de IM

Tratar sobre o impacto que a Inteligência Artificial provoca (e ainda vai provocar) no dia a dia dos profissionais de IM não é uma tarefa simples. Em primeiro lugar, temos o preconceito: “não é justamente a IA que está tomando o lugar desses colaboradores dentro das empresas?”.
A resposta é não.

Mesmo que a IA seja definida pela capacidade das máquinas, softwares e sistemas de simular habilidades humanas para solucionar problemas e tomar decisões, a realidade é que o papel dos profissionais de inteligência continua sendo muito importante para as organizações. O motivo, é simples: não basta ter dados em mãos, é preciso contextualizá-los para que sirvam de suporte à inovação.

Portanto, em um momento como esse, em que as tecnologias vem invadindo os setores de atuação, o profissional de IM não deve temer qualquer avanço, mas estar preparado para recebê-lo.

Uma recente pesquisa da Infosys revela que para executivos de negócios e de TI a Inteligência Artificial é uma prioridade de longo prazo: 76% dos entrevistados concordam que essa tecnologia é “fundamental para o sucesso da estratégia de sua organização”, fator que nos leva ao verdadeiro impacto que a IA vem provocando no dia a dia da dos profissionais de IM.

Para atender as demandas desse novo cenário de inovação, os especialistas em inteligência deixam de ser operacionais e se tornam estratégicos para a empresa. A responsabilidade pela coleta de dados complexos fica a cargo das soluções de Inteligência Artificial, livrando os profissionais de IM para análises mais estratégicas.

Se antes estavam apenas preocupados em monitorar e analisar informações espalhadas nos diferentes bancos de dados utilizados pela empresa, agora devem estar atentos a explosão do Big Data e ao impacto da IoT no mercado. Para continuarem relevantes dentro das organizações, devem desenvolver novas habilidades, conhecimentos e técnicas que levem a uma maior capacidade analítica.

A quantidade de dados é muito maior, assim como a organização dos dados em Enterprise Resource Planning (ERPs) e Customer Relationship Management (CRMs) e a influência dos mesmos nas estratégias da empresa também. Por isso, é extremamente importante que se saiba como lidar com números, análises e indicadores extremamente complexos.

Mudanças na rotina dos profissionais de IM

A IA, além de aumentar o número de dados a serem avaliados, trouxe uma série de mudanças para a rotina dos profissionais de IM. Confira, quais são elas:

1. Por meio de sistemas que usam IA é possível ter acesso a dados históricos em tempo real, o que faz com que os profissionais de IM tenham muito mais controle das informações e sejam muito mais eficientes no momento de gerar insights para solucionar questões de negócio da empresa.

2. A IA auxilia na construção de melhores tomadas de decisões, afinal, eles estão lidando com robôs capazes de conversar com os clientes, captar informações interessantes com agilidade e conhecer a fundo o que eles desejam.

3. A IA funciona como aliada nos processos produtivos e gerenciais em empresas de diversos portes e isso faz com que os profissionais de IM, ao terem que lidar diariamente com informações geradas a partir dessa tecnologia, estejam cada vez mais próximos das tomadas de decisões estratégias para a empresa.

4. Com a IA o olhar do profissional de IM está muito mais voltado para identificar cenários e soluções que possam aumentar a produtividade e reduzir os custos da empresa.

5. Ao contar com sistemas que analisam milhares de dados em poucos segundos é possível que os profissionais de IM apoiem a empresa para resolver diferentes problemas com agilidade.

Deseja saber mais sobre o assunto, então entenda melhor o impacto da Inteligência de Artificial nas práticas de Inteligência de Mercado. Continue lendo o blog!

1

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Plugar nas redes sociais