BI: o que você precisa saber sobre Business Intelligence

Business Intelligence (BI) (“inteligência de negócio” ou “inteligência empresarial” em português) é um método tecnológico que vem sendo usado a fim de contribuir para a tomada de decisões assertivas no mundo dos negócios. A partir de softwares de alta performance, tem início um processo de coleta, organização e análise de dados capaz de dar embasamento para a gestão empresarial. É uma disciplina essencial para que se possa analisar e entender a enorme quantidade de informações que são geradas a cada dia por pessoas, empresas, órgãos do governo, enfim, pela sociedade em geral.

É importante ressaltar que a simples coleta de informações, como o perfil dos consumidores, os seus desejos e necessidades e os seus dados (gênero, idade, localização), sem relacioná-los não gera valor. O grande diferencial do BI é sua capacidade, por meio de processos de inteligência artificial, de, de fato, gerar entendimento sobre os dados levantados. Em um exemplo simples, dados sobre os hábitos de consumo e comportamento do público só tem valor se servirem para criar produtos ou estratégias de venda mais efetivas.

Ou seja, não basta uma potente ferramenta de captura de dados. É preciso primeiro entender seu problema para então definir que dados devem ser coletados, onde eles estão disponíveis e como eles devem ser organizados. A partir disso, é importante um poderoso sistema de análise para que os dados sejam plenamente utilizados.

 

Arquitetura de BI

Para entender melhor o significado de BI, é importante conhecer a sua arquitetura. Em geral, a composição da arquitetura de BI é simples, tendo como base quatro pontos principais. Veja, a seguir, quais são eles:

Coleta: uma estrutura de BI não existe sem a coleta de dados, pois esse é o primeiro passo para começar o trabalho. Afinal, sem dados não há análise. Então, lembre-se que a internet é uma grande fonte de informações de onde, com a ajuda de uma ferramenta, você pode captar um volume imenso de dados para analisar.

Mineração: após a coleta, aplicam-se princípios de data mining ou mineração de dados. Nesse processo, é possível explorar e cruzar as informações a fim de criar padrões consistentes e extrair um conhecimento que realmente seja relevante e gere valor à marca.

Análise: a partir da mineração, chega a hora de analisar os dados mais relevantes de forma que eles se tornem verdadeiramente consistentes, estando à disposição das necessidades estratégicas da empresa.

Utilização: como já falamos anteriormente, a BI tem como objetivo auxiliar nas tomadas de decisão de uma empresa. Sendo assim, após coletar, fazer a mineração e analisar as informações, é fundamental utilizá-las de maneira inteligente de forma a impactar positivamente nos resultados do negócio.

 

Profissional de BI

Com a expansão da internet e o surgimento de novas ferramentas, tornou-se possível que um número maior de profissionais tenha acesso aos dados disponibilizados na rede e, com isso, ofereça soluções de BI para mais pessoas e empresas. Tendo o BI como um aliado para a captação de informações, é importante que o profissional dessa área saiba gerir todo esse conteúdo com a finalidade de conhecer o público e elaborar cenários de mercado de forma a participar diretamente das decisões que geram valor competitivo.

Não existe um passo a passo capaz de garantir que o processo de BI trará resultados satisfatórios para uma empresa. Por isso, as boas práticas, treinamentos, a análise dos resultados e a dedicação ao trabalho ajudam, e muito, a reduzir o risco de erro. Nesse contexto, é indispensável que o profissional de BI seja, antes de tudo, focado, paciente, detalhista e tenha boas ferramentas à sua disposição.

 

Cenário de mercado

Uma pesquisa realizada pela Forbes Insights com 449 profissionais dos setores de TI e de negócios apontou que cerca de 60% dos entrevistados acreditam que o trabalho de análise de dados gera vantagem competitiva para as empresas. E para 50% deles, esse tipo de processo pode ajudar a revelar informações valiosas para o negócio. Esses números apontam que as empresas estão mais propensas a investir em soluções de BI, permitindo que a análise de dados e as tomadas de decisão fiquem mais centralizadas dentro das empresas.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *